E se eu pudesse olhar em teus olhos sem deixar minha insegurança desviar o foco? E se eu pudesse te tocar e nesse momento te passasse através de algum tipo de energia o sentimento que está nascendo em mim? Às vezes sinto medo, não me dei muito bem em meus antigos relacionamentos, mas você já sabe disso. A primeira reação de alguém machucado é se afastar dos sentimentos que possam trazer à tona todas as suas decepções passadas. Mas sabe, é algo novo. Eu sou uma pessoa nova, com novos aprendizados. Além do mais, quero sentir a vida correndo em minhas veias, e as novas oportunidades de viver intensamente sempre serão maiores que meus medos, basta eu me jogar. Não tenho como saber as consequências. Se elas serão boas ou não, não sei. O que eu sei é que quero tentar mais uma vez depois de anos, e quero que seja com você.Sobre as palavras? Sou bom com elas, mas sempre travam em minha boca na hora de sair quando estou diante de sua presença. Parece aqueles nossos momentos da adolescência. Às vezes é tão difícil tomar alguma atitude quando a tua beleza me atinge como um veneno paralisador, me deixando estatelado, assim, sem jeito. Me pergunto: “ Pô, é tão fácil, cara. Olha as outras garotas que você conseguiu conquistar. Por que é tão difícil com ela? ” É fácil paquerar outras, e ser um conquistador de primeira classe. Mas você consegue atingir meus sentimentos mais intrínsecos, tornando-me um amador na arte da sedução.

Não quero mais deixar para depois, te quero agora. Te beijar até faltar o ar, e como se não tivesse nada ao nosso redor. Vamos para o cinema? Sabe, aquelas poltronas lá no fundo, onde quase não tem ninguém? Aliás, vamos para aquelas sessões com pouco público e com um filme chato. Pois, além de não ter ninguém, a gente faz da chatice a nossa diversão. Podemos ir também àquela temakeria, comer o sushi que você tanto gosta – mesmo que eu prefira o churrasquinho do tiozinho lá da esquina. Depois vamos pra casa para um jantar romântico e…

Acordei, e mais uma vez assustado. São quatro horas da madruga. A Carol está do meu lado – ou será a Rebeca? Não sei, mas tenho que levantar daqui a algumas horas. Vou passar o fim de semana no sítio de um amigo. Festas e mais festas, estou vivendo os melhores momentos da minha vida. Quem vai querer alguém que balance suas estruturas, se tem toda liberdade de um cara solteiro e desapegado?

Só não entendo por que estou tendo esses sonhos em que me pego apaixonado por uma garota, estão cada vez mais frequentes. Será que todos que não querem compromisso amoroso tendem a ter sonhos semelhantes? Mas como diria um amigo: “Dorme que isso passa! ”. É isso que vou fazer, antes que a Ana volte a rondar meus pensamentos.

IMG_9205

Anúncios

Participe da conversa! 3 comentários

  1. Muito bem elaborado esse texto..Parabéns me vi completamente envolvido .

    Curtir

    Responder
  2. Amei o texto, parabéns amigo.

    Curtir

    Responder
  3. Amei o texto. Parabéns amigo.

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Jornalismo de Boteco

Paulinho Rahs Escritor, compositor, poeta solitário, vocalista da Arcadia e criador do Jornalismo de Boteco. Entusiasta, subversivo e magnânimo, contém na lista de vícios café, cerveja, o Foo Fighters e o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. https://www.facebook.com/PaulinhoRahsOficial/

CATEGORIA

Jhonata Santos

Tags