Finais felizes, começos tristes… Começos tristes, finais felizes… Com o tempo tudo sendo bom ou ruim, passa! Ajudando você a se tornar talvez, uma pessoa mais esperta e fazendo daquele presente um passado. E sabemos disso porque são, inevitavelmente, nos momentos ruins que sempre nos deparamos com aqueles famosos textos de autoajuda, mas a questão é… E durante toda essa crise, angustia e duvida?

Dói. Meu Deus, como dói. Se ver sozinho no meio de tantas pessoas, triste em qualquer ocasião e saber que só é da sua parte todo esse sofrimento. Dói entregar-se e perceber que no final não recebeu nem metade do que um dia depositou. Chorar talvez vire algo rotineiro por alguns dias e a cada choro ira sentir-se mais vazio, ou melhor, cheio. Cheio das boas lembranças que virão à tona, dos sorrisos dados e dos momentos memoráveis cheio de esperanças futuras que momentaneamente nenhuma outra pessoa seria capaz de realizar. Arrisco-me a dizer que essa parte é a mais dolorosa. Porque no fim aceitamos a decisão, mas ainda nos martirizamos involuntariamente, perguntando incessantemente “por que não eu?”.

Pessoas que se julgam especialistas te dirão que isso é fase ou até mesmo loucura, mas não se deixa influenciar. Porque cremos que não existe tempo para amar, muito menos para esquecer alguém.

Eu sei que terá dias difíceis e em outros que mantê-la em sua mente será a única forma de ajudá-lo a passar o dia. Mas eu acredito em você, e digo com toda certeza que a cada amanhecer existe uma chance para ser feliz, e só você pode escolher como será a sua historia a partir de agora. Saiba escolher os caminhos proveitosos e não desperdice a sua vida! 

PS: Estamos juntos nessa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Jornalismo de Boteco

Paulinho Rahs Escritor, compositor, poeta solitário, vocalista da Arcadia e criador do Jornalismo de Boteco. Entusiasta, subversivo e magnânimo, contém na lista de vícios café, cerveja, o Foo Fighters e o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. https://www.facebook.com/PaulinhoRahsOficial/

CATEGORIA

Luana Ribeiro

Tags