Minta pra mim

“Quando você me deixar… Quando você for embora…
Diz que é pro meu bem, que é você que me faz mal, que eu mereço coisa melhor, que eu sou sensacional. Mas… MINTA PRA MIM!!”

Como se fosse um sinal inexplicável amanheci com esse verso na mente. Já ouvi mais de milhões de vezes o Alexandre Nero falando-o, mas nunca achei que um dia eu seria capaz de entendê-lo. Mas a verdade é que a mentira é realmente mais confortável, já diria mesmo o Cazuza “mentiras sinceras me interessam”. E às vezes não precisamos e nem queremos que sejam sinceros conosco, não queremos a verdade nua e crua pois sabemos que ela vai doer. E como dói…

Eu não queria te ver de novo, sabia que algo de ruim aconteceria. Carnaval, festas, bebidas e uma coisa levou a outra. Meu coração já havia desacostumado com a tua presença e por isso voltou a pulsar com o ritmo de uma escola de samba. Eu te queria comigo, te queria por perto. E eu havia conseguido. Você estava ali, como um amigo, deitado em meu colo, desabafando da vida. Mas eu queria mais. E esse sempre foi o meu medo. Te ter por perto faz a bateria da escola do coração bater desordenadamente, seria a primeira eliminada do desfile de carnaval, mas tê-lo nos meus braços faz com que toda essa bateria se harmonize e consiga tocar Caetano Veloso fazendo tudo se encaixar.

Conversamos, rimos e choramos. Não queria ter chegado nessa fase, mas chegamos. Te admiti os meus mais profundos sentimentos, com alguns litros De cerveja na mente que te fizeram não acreditar. Você foi estúpido, grosso, errou ao não beber e mesmo assim querer me escutar. E aí então, quando você me olhou no fundo dos olhos e falou que não havia chance de darmos certo eu perdi ao certo o chão sob meus pés.

Você diz que não gosta de mim, mas demonstra em todos os cantos o quão importante sou para você. Diz que não quer mais para auto justificar o seu sofrimento ao me ver. E aí então, eu te pergunto: assim Como o Nero, tu prefere que eu minta para você? Prefere, realmente, que eu te diga que não sinto mais nada e que está tudo bem? Você prefere ser conformado com a mentira do que criar coragem para enfrentar a verdade?

Se preferir assim, eu o farei. Só me promete que também o fará. Que quando eu sumir você mentirá que não sente falta. Promete que não vai voltar com meia dúzia de verdades me fazendo voltar atrás com todo o sentimento que, aos poucos, eu aprendi a guardar. Promete que as mentiras serão pra sempre. Eu te entendo, elas são menos doloridas do que enfrentar a verdade.

Falar a verdade à alguém é uma das demonstrações mais fortes que existe, mas a mentira, por vezes, torna-se ainda mais forte. Mentir para não fazer determinada pessoa sofrer é um sacrifício, mas recompensador. Ninguém quer a verdade 100% na cara, pois ela sempre dói e machuca. A mentira alimenta o amor, faz ele não ter um termino tão duro, faz ele permanecer ali, pronto para estourar a qualquer momento.

Como diria a Fresno: “A verdade demora, mas chega sempre sem avisar”.

IMG_3345

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s