O reflexo das lembranças

Eu ainda vejo seu vulto às 3 horas da manhã. Nas noites de insônia consigo ouvir seus passos, sentir seu cheiro e sua presença. Minha consciência ainda não se acostumou com a sua ausência. Tem vezes que o tempo assume uma posição cruel. Já é costume sentir você aonde você não existe mais.

A questão de aprender a lidar com a distância por si só já é suficientemente forte pra te impulsionar pra baixo de um abismo. Você sente a diferença da realidade, e aceitar se torna mais difícil do que deveria ser. Repentinamente tudo que fazemos se limita a buscar uma saída, uma pausa, um fingimento qualquer. Sermos capazes de nos habituarmos a todas as coisas não significa que somos capazes de esquecê-las. Ultimamente tenho acreditado que aprendemos a fingir mais do que aceitar sentir. É tão mais fácil prosseguir sem receio de alguma coisa te impedir. Parece mais cabível esconder as lágrimas, esconder as dores. Uma pena que aquilo que te perturba sempre volta.

Captura de Tela 2016-03-18 às 23.14.38.png

Por momentos eu chego a me desvencilhar de tudo que me remete às antigas lembranças. Só que é tudo muito longe e ao mesmo instante muito perto do que éramos. Até ausente você me confunde, e essa incerteza de não saber aonde tudo acaba ou recomeça não me leva a lugar algum.

Quem sabe se eu parar de me esconder, você pare de me encontrar. Quem sabe eu só deva parar de fingir uma falsa realidade atormentada por aquilo que não existe mais, como um presente em forma de passado. Nem tudo é só questão de tempo, e a gente custa a ver isso. Quando você cansa de sentir sozinho, de sentir e não querer sentir, você percebe que você escolhe o que fazer com o que restou. Eu vou escolher não fugir de você, porque na verdade você nunca esteve aqui. As pessoas têm um tempo juntas e ele acaba quando uma delas decide ir embora. O que restou deste tempo todo foi apenas um reflexo das lembranças, que embaçaram completamente aquilo que eu via. Lembranças sempre ficam, mas alteram o seu valor conforme nossas escolhas no presente.
IMG_8174

Anúncios

2 comentários em “O reflexo das lembranças

  1. “Sermos capazes de nos habituarmos a todas as coisas não significa que somos capazes de esquecê-las.”

    A maior verdade que li no dia de hoje e que define meu atual momento! :~

    Parabéns Martina, belo texto!!! 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s