Procurando um jeito de me libertar de ti

Nem o lobby elegante do hotel, nem o cigarro aceso e meu café quase frio. Nada aqui me dá a noção dos pensamentos que vem passando na minha cabeça. Se tem uma coisa que eu odeio, vou falar pra ti o que é: quando as coisas ficam estranhas, exatamente assim como agora. E a culpa de quem é? Me sinto cansado. Não sei dizer se por ter dormido pouco ou bebido muito, a verdade é que meu cansaço vai além do físico ou do mental. Ando cansado é de ti e mal consigo acreditar nisso que sinto agora. Te perder sempre foi meu maior medo porém agora parece ser quase um desejo. Quase. Depois desse tempo todo que compartilhamos, eu nunca estive tão assustado.

Ando cansado porque você não corresponde minhas expectativas. Cansado da tua inércia perante a vida. Cansado desse teu jeito tão diferente do meu. Procuro o brilho do teu olhar e encontro apenas um mar lamacento e fosco. Sério, como tu consegue ser tão chata? Assim, sem sal. Eu quero viver, porra! Eu quero gritar pro mundo inteiro ouvir meus ideais de liberdade. Quero me livrar de tudo que não me faz bem, chutar o pau da barraca e sair correndo sem dar bola pra mais nada. Ser o início, o fim e o meio. Uma vida completa de histórias pra contar. E tu? Queres o que? Tu pensas que eu tenho todas as respostas, pois bem, a verdade é que eu não tenho. Mas eu pergunto. Não me importa, eu pergunto ao mundo e vou aprendendo dessa maneira. Enquanto isso te vejo de olhar preso em qualquer universo longe da realidade. Acorda pra vida! Necessito de alguém do meu lado que tenha sede de vida e beba centenas de litros da mesma forma que eu. Acontece que sou um corredor e tu és o sol do meio dia nas areias do deserto. Vou assim, morrendo aos poucos e delirando de insolação. A gente vive com valores invertidos; enquanto corro você caminha. O problema é que já passei milhares de quilômetros na tua frente e não vejo nem sinal do teu interesse em começar a correr.

Estive preso no teu feitiço por intermináveis dias. Agora encontro-me acordando ao saber que a cada dia que levanto, nunca mais serei tão jovem quanto fui ontem. O pior é que a cada dia umas mil oportunidades sequer chegam a bater na minha porta por causa do maldito outdoor que tu colocaste aqui no meu quintal: VENDIDO. E assim ninguém mais quer me fazer alguma proposta indecente de viver com intensidade. Não fosse meu egoísmo obsessivo, minha egocêntrica atitude de me colocar tua beleza acima da parceria que necessito, talvez eu tivesse feito escolhas melhores quando tive opção.

Tô cansado de fumar pra pensar e beber pra esquecer.

Tô sem vontade de voltar pra casa e aguentar tuas lamentações.

Tô procurando um jeito de me libertar de ti.

IMG_2637-6

4 comentários em “Procurando um jeito de me libertar de ti

  1. A cada dia mais apaixonada pelos seus textos, não é possível vc sempre escreve oq eu preciso ouvir, por favor escreva logo um livro, e vou ser a primeira a comprar, leio muito textos bons, mas os seus sempre cai como uma luva na minha vida, obg por cada texto perfeito Paulinho!! 👏🏼👏🏼😍😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s